Axl Rose dá sua primeira grande entrevista em nove anos!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Axl Rose dá sua primeira grande entrevista em nove anos!

Mensagem  GiRose em Sex Fev 06 2009, 18:00

Entrevista original, dada à revista Billboard ni link abaixo:
http://www.billboard.com/bbcom/specials ... view.shtml

Axl dá-nos esta prenda no dia do seu próprio Aniversário, em baixo a tradução da entrevista:

Axl Rose apareceu e concedeu uma excelente (e longa) entrevista à Billboard, na qual comentou sobre diversos assuntos de relação com o Guns N' Roses. Veja a tradução.

Nota do GunnersBrasil: A tradução da entrevista está praticamente completa. Faltam pouquíssimas coisas. De qualquer forma, todos os pontos mais importantes estão presentes aqui.

Algumas pessoas pensaram que ''Chinese Democracy'' nunca viria a sair. Houve alguma época durante a produção do álbum que você tenha sentido isso?

Não tanto no sentido de não sair, mas poderiamos ser forçados de uma maneira legal a lançá-lo incompleto ou com tantas áreas não resolvidas nos negócios, que o começo acabaria sendo o fim também.

Sem soar presunçoso, por que demorou tanto para o álbum sair?

E sem soar como um faceto, o que não demorou? Não há muitos problemas das centenas [pelos quais passamos] que aconteceram tão rápido quanto qualquer um de nós poderia preferir, desde construir o meu estúdio; encontrar os músicos certos; nunca encontramos um produtor; continuamos sem ter um envolvimento ou suporte adequado por parte da gravadora; tê-lo gravado, mixado e masterizado.

Tudo isso posto de lado, é o álbum certo e eu não poderia pedir mais nesse sentido. Poderia ter sido uma jornada mais agradável, mas está aí agora. A arte vem primeiro. Isso dita se não só o curso, então o destino artístico.

Para mim, uma vez que o trabalho artístico está aí, com alguns vídeos e um pouco de turnês, o pacote está finalizado e entregue.

E para fazer isso nesse nível de qualidade artística e performática, tanto o álbum como ao vivo, é algo que é no mínimo um milagre, e algo que nunca aconteceria, não importa o quanto alguém tente convencer outros, com o Guns antigo, independente das intenções de quem fosse. Era tudo muito feio no Guns antigo, independente do nosso sucesso.


Quais eram suas expectativas para o que a Best Buy faria para promover o album?

A Best Buy foi ótima. Trabalhar com a Best Buy foi o caminho para alcançar um acordo com a Universal, e nós tivemos sorte o suficiente de ter trabalhado com Irving [Azoff, empresário], e negociar mais diretamente com a Universal. Eu perguntei sobre o papel deles trabalhando no disco mas ainda não tive resposta, então eu não estou apto a dizer o que a Universal tem ou não feito, entretanto Zach [Horowitz, Universal Music Group], ou seja lá quem esteja por trás dos esforços internacionais, estão fazendo um ótimo trabalho. Um alívio mais que apreciado e bem-vindo.

Infelizmente [estar com a Best Buy] não mudou o fato de a gente ter que depender na Interscope o tanto que a gente esperava. As opiniões expressas sobre publicidade e promoção parecem ser sobre o meu ou o nosso envolvimento com a grande mídia -- talk shows, revistas de rock e sites – que no geral tiveram um impacto negativo sobre mim ou a banda por anos, e eles infelizmente nãoo foram resolvidos. Esforços estão sendo feitos para entender os relacionamentos e decidir o melhor jeito de se proceder.

Nosso foco era de conseguir terminar o contrato de gravação enquanto finalizávamos o álbum. Nós nunca quisemos um grande lançamento público, especialmente sem resolver alguns problemas, e ninguém nunca nos sugeriu fazer isso, apesar das comunicações da Interscope com a Best Buy não houvessem sido tão claras quanto qualquer um pudesse preferir.

Nossa abordagem, para melhor ou pior, foi sempre em trabalhar o disco com o curso das seguintes das turnes, com tentativas de fazer novas e melhores relações com diferentes formas de mídia que pudessem se interessar durante o caminho. A respeito de nossa promoção, foi baseada em certos acordos com a Universal, Interscope, nosso empresários e a parte legal (leis) que infelizmente nunca ocorreram. Eu não vou entrar em detalhes mas eu estou começando a resolver alguns desses problemas por minha conta em oposto ao "trabalho em equipe",e nós veremos como isso vai sair.



Qual a sua opinião em como a Universal lidou com o álbum?


Infelizmente eu não tenho informações para crer que houve qualquer envolvimento real ou esforços da Interscope. Eu não estou dizendo que não houve. Mas na minha opinião, sem o envolvimento de Jimmy Iovine [Chefão da Interscope Geffern A&M], não importa o que qualquer um falasse e para quem falasse -- virtualmente nada teria acontecido por parte deles.

Eu sei que eu estive pedindo por um plano de marketing por cinco anos e ainda não consegui nada. Nós pedimos por um relatório completo de gastos com promoção e esforços de todos mas infelizmente se eu recebi algo até agora, foi muito pouco. Em outro ponto, o vazamento do esboço do encarte e, eu acredito, a entrega antecipada de pré-vendas e a inclusão do esboço do encarte para o lançamento foi por causa do envolvimento com a Interscope, que foi uma bagunça. Isso para não dizer que eles não trabalham para outros artistas e fazem as coisas acontecerem. Eu sinto que eles trabalham muito duro para qualquer coisa que eles realmente queiram vender, seja isso bom ou...

Eu posso dizer como a banda se sente, e eles odeiam tanto a gravadora quanto a Universal International fortemente. E se alguma vez eu falava com eles sobre a gravadora, era mais negativamente do que nunca. Eles não são cegos: eles ouvem as converas e vêem os resultados. Nosso envolvimento com a Interscope tem sido mais do que frustrante para eles. Não é como se qualquer um aqui não quisesse visões, impressões ou opiniões negativas. Eles não ficam por aí reclamando sobre as coisas a todo momento, e eles não deixam isso entrar no caminho do que eles são supostos a fazer aqui, mas isso é o que é.

Aqui vai como as coisas ocorreram até eles não estarem mais envolvidos, ou seja, até recentemente. Jimmy [Iovine] e qualquer outro viriam ao estúdio. As coisas estariam bem por um mês. Logo, de acordo com seja lá quem estivesse envolvido na época do lado deles, alguém acima de Jimmy, começaria a colocar pressão sobre nós nele, Jimmy começaria a pressionar outros na gravadora, e eles fariam o mesmo conosco. Nós entendemos que é assim que os negócios - e especialmente esse tipo de negócio - tendem a funcionar, mas após um mês disso, tudo ficaria feio e nada produtivo seria feito, e perto do meio do terceiro mês, nós traríamos o Jimmy de volta. Eles sairiam felizes e todo o processo se repetiria novamente.


Tom Whalley [Presidente da Interscope Geffen A&M] nos trouxe Roy Thomas Baker para produzir e Mark Williams [executivo da A&R] sugeriu Marco Beltrami, entre outros, para tocar cordas no álbum. E Jimmy teve uma idéia para uma guitarra em uma faixa e para a equalização em uma parte de bateria. Isso pelo o que eu sei. Eles eram todos bons, mas com toda sinceridade, era só isso. Agora, quaisquer esforços feitos para ajudar a manter a Universal ou a Vivendi longe de nós o possível, poderiam ter sido bem extensivos, mas teriam sido apreciados. Eu gosto do Jimmy, mas eu nunca o entendi como parte de nós ou deste album. Tudo sempre foi como, ''Isso é fácil,'' ou ''nós podemos arrumar isso, sem problema,'' mas infelizmente, raramente isso adicionava algo ao tipo de realidade para nós, até [ele achar] Bob Ludwig para a masterização.


Nós amariamos ter o apoio deles e o suporte de Jimmy depois disso. Mas continuar nesse sentimento de manter tudo tão por trás das cenas, infelizmente é como a mesma coisa de sempre para nós, e pelo menos momentaneamente, um pouco demais para digerir. Jimmy nos apontou a direção correta para a masterização, e eu creio que em sua sinceridade na apreciação em nosso disco, mas mesmo assim, seja lá por quais razões, desistiu muito cedo nessas áreas.

(...)

Qual a sua opinião sobre a resposta da mídia ao álbum?

Foi uma grande mistura. Algumas foram ótimas, outras um banho de sangue. Isso dito, a maioria das sem sentido, foram do mesmo ou último bando de idiotas, então foi o que eu esperava e não significa muito. Eu vi alguns pulando do barco, e isso é sempre engraçado. Ver algum babaca chacoalhando uma bandeira e logo ser o primeiro tonto na água é sempre bom.


Observadores estão interpretando algumas músicas em ''Chinese Democracy'' como sendo sobre o processo de produção do álbum. Isso é válido?

Eu diria que há muito nessas letras sobre a jornada para se fazer o álbum, mesmo que em poucas palavras.


Você pode dar um exemplo de uma música que a banda fixou em um take antigo e não mudou muito?

O conceito básico da maioria das músicas continuou o mesmo. ''Riad [N' The Bedouins],'' ''Sorry,'' ''Better'' e ''Prostitute'' são provalmente mais próximas às demos originais do que as outras, em alguns aspectos.

Quantas outras músicas foram completadas e consideradas para ''Chinese Democracy''? Há rumores de que existem dois álbuns prontos.

Nós gostaríamos de lançar um outro álbum em algum momento, mas por enquanto, nosso foco está no ''Chinese.''

Alguns artistas gostam de testar suas músicas novas em seus carros ou convidando amigos ao estúdio para ouvi-las. Como você ouviu o álbum quando ele era um trabalho em progresso?

Em meu estúdio, rádios, um Discman, computadores e diferentes setups de caixas, boates, iPods. Na verdade, nossos primeiros vazamentos foram por usar um sistema de som de um strip-club em suas primeiras horas, quando ele estava basicamente vazio. Eu fui lá tocar algumas faixas para alguém com quem eu estava interessado em trabalhar. Eu fui com um cara que trabalhava para a segurança da banda, que era alegadamente relacionado de alguma forma com os donos, fazendo sentir que aquilo era algo um pouco mais protegido do que realmente era.

Você está planejando uma turnê?

Sem planos, mas há conversas. Os empresários e promotores estão realmente empolgados com as ofertas vindas daqui e do mundo inteiro.

Você está planejando fazer vídeos?

Estamos finalizando um vídeo para ''Better'' e escrevendo alguns outros agora. Durante algum tempo muitas idéias apareceram, foram escritas e enviadas, mas isso já foi. Nada do que tinhamos criado -- ou pelo menos próximo disso até então -- parecia bem. Nós tinhamos sido desencorajados de fazer um clipe todos juntos pela Interscope, até que a Best Buy pediu um após o lançamento, e com uma maneira por parte da Interscope do tipo, ''Então aonde está o vídeo?,'' todos foram mais que desencorajados.


Houve uma conversa sobre um download de ''Chinese Democracy'' para ''Guitar Hero'' ou ''Rock Band''. Isso vai acontecer?

Há uma conversa sobre um lançamento para ''Rock Band,'' e eles sentiram que a complexidade das gravações dos instrumentos mereciam mais atenção e mais elementos envolvidos do que eles geralmente costumam lidar. Eu não tenho a mínima idéia do que isso significa, mas eu acho que eles estavam bem entusiasmados. Nós estamos vendo um lançamento no dia 28 de Fevereiro, de acordo com [os executivos da MTV responsáveis pelo] ''Rock Band''. [A data de lançamento para ''Rock Band'' já foi mudada para o inverno desde então.]

Há alguma chance de você trabalhar com os antigos membros do Guns N' Roses no futuro?

Eu poderia me ver vendo uma música ou outra ao lado do Izzy [Stradlin] ou o tendo em uma turnê novamente. Eu não me sinto muito confortável em fazer nada tendo mais do que um dos ''alumni''. Talvez algo com Duff [McKagan], mas é só isso, e não é algo que eu deveria me aprofundar muito, já que eu ficaria como quem está resolvendo [essa questão] e seria culpado logo depois por isso [não acontecer].

A respeito de Slash, eu li uma mensagem de um fã desesperado sobre ''e se um de vocês estivesse prestes a morrer e olhando para trás tivesse a oportunidade de uma reunião e blah blah blah''. E o que eu pensei foi, ''É, e enquanto você está no show seu bebê acidentalmente chuta uma vela e queima sua casa matando a ele mesmo e ao resto da sua família.''

Dá um tempo. O que está claro é que nós dois morreremos antes de uma reunião e por mais triste, feio ou infeliz que alguém possa ver isso, é como isso é. Essas decisões foram tomadas há muito tempo atrás e reiteradas ano após ano por um homem.

Há algumas coisas que, após resolvidas por indivíduos, são o que são. Adicionar insultos para machucar dia após dia, passando para ano após ano, por mais de uma década, é um pesadelo. Qualquer um que coloca seu entretenimento pessoal acima de qualquer outra coisa é de dar nojo.


Fonte: Billboard
Tradução: GunnersBrasil.com
avatar
GiRose
Garden of Eden

Feminino Número de Mensagens : 420
Idade : 40
Data de inscrição : 11/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Axl Rose dá sua primeira grande entrevista em nove anos!

Mensagem  SGuns em Ter Fev 10 2009, 13:07

Pensei que a trouné já fosse um assunto certo, acho que algo ou alguém continua a atrasar todo o curso normal das coisas, não acho que seja por vontade própria do Axl.
E a saida do video clip, está a demorar muito tempo.
Acho que muito gente quer tramar e atrasar o trabalho do Axl, e nós é que nos lixamos, continuamos eternamente à espera. Sad
avatar
SGuns
Garden of Eden

Masculino Número de Mensagens : 255
Idade : 39
Data de inscrição : 13/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

PURA VERDADE!

Mensagem  NINA em Qua Fev 11 2009, 20:34

Concordo c tua opiniao,acontece de quaze tudo agora em relacao ao guns nada!estamos sempre a espera,e nao acontece basicamente nada...poxa!depois d tanta esperar do cd e agora nem um video clip?ja nem vejo mais os canais d musica p nao ficar ainda mais frustada,pq o video q eu adoraria ver la nao estar...enfim,por AMOR ao Axl continuamos. cheers
avatar
NINA
Paradise city

Feminino Número de Mensagens : 114
Idade : 40
Localização : Evora_portugal
Data de inscrição : 17/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Axl Rose dá sua primeira grande entrevista em nove anos!

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum